Hoje, 17 de dezembro, é comemorado o dia do pastor presbiteriano. Servos dedicados à pregar a Palavra de Deus e a pastorear seu rebanho.

Uma rápida pesquisa me fez notar que o dia do pastor é comemorado em dias diferentes, dependendo da denominação.
No site da SAF (Sociedade Auxiliadora Feminina) encontrei o porque do dia 17/12 ser o dia do pastor presbiteriano. Veja a história logo abaixo e que Deus abençoe estes homens, vocacionados para esta obra tão árdua.

…..No ano de 1823, na cidade de São Paulo, nascia Josè Manoel da Conceição.. De origem humilde, bem pequeno, foi levado para Sorocaba e lá, o “Conceição”, como era chamado, foi criado pelo Padre Mendonça. Seus primeiros estudos fez na escola do Mestre Jacinto. Logo se mostrou muito inteligente e responsável. Dividia seu tempo com os estudos e os trabalhos na Igreja, o que muito apreciava. Mais tarde foi encaminhado a São Paulo, a fim de estudar Teologia. Saiu-se brilhantemente.
…..Gastava muitas horas lendo e estudando a Bíblia, o que, logo, o fez perceber uma oposição direta entre a Palavra de Deus e as práticas religiosas na Igreja Romana.
…..Naquela época, o Brasil recebeu muitos estrangeiros, que deixaram sua terra em busca de melhor sorte neste país novo e promissor. Era a época do café. Conceição fez amizade com uma família inglesa e impressionava-se com o modo como aquela família, aos domingos, deixava todos os seus afazeres para dedicar-se ao estudo da Bíblia, orar e cantar juntos.
…..E continuou a fazer amigos entre os estrangeiros protestantes. Para entendê-los melhor, estudou inglês e alemão. Seus superiores não gostaram. Quando chegou o dia de sua ordenação como sacerdote católico, soube, na última hora, que havia um processo contra ele e sua ordenação foi suspensa. Pensou até em abandonar a carreira, mas sua consciência o levou a continuar, na intenção de combater os erros e injustiças que via em sua Igreja. Finalmente, em 1844, foi ordenado padre.
…..Sua primeira paróquia foi na cidade de Limeira, SP. Revolucionou a Igreja! Desempenhava as funções de sacerdote sem cobrar nada do povo, pregava sermões, que vistos por seus superiores, eram cheios de heresias, e continuava suas conversas com os estrangeiros protestantes, com quem trocava idéias. Isto levou-o a receber o apelido de “padre protestante”.
…..O Bispo, então, transferiu-o para outra cidade, depois outra, depois outra…percorrendo quase todo o Estado de São Paulo. “Não esquentava lugar”, como diz o ditado popular.
…..Pensando em ajudar mais ainda o povo pobre e doente, começou a estudar medicina, encomendando para tal, muitos livros no exterior. Acabou tornando-se tradutor de livros.
…..As desavenças com seus superiores continuaram. Ele próprio pediu para deixar as funções sacerdotais e trabalhar somente na administração. Comprou uma chácara e dedicou-se à lavoura.
…..Em 1863, o missionário americano, Blackford, fez sua primeira viagem ao interior paulista e vsitou aquele padre que aconselhava o povo a ler a Bíblia.
….. Foi uma visita rápida, mas que fez Conceição firmar suas convicções de que o evangelho romano não era o evangelho de Jesus.
No ano seguinte, Conceição é que vai encontrar Blackford em São Paulo; depois de muitas entrevistas, decide, finalmente, deixar o sacerdócio romano.
…..Vem com Blackford para o Rio de Janeiro, onde encontra-se com o Rev Ashbel Green Simonton e, no dia 23 de outubro de 1864, o ex-padre Conceição, emocionado, é batizado na Igreja Presbiteriana, diante de algumas dezenas de pessoas.
…..Daí em diante, Conceição passa a ajudar Simonton, Blackford e Schneider na evangelização de nosso país. Fez questão de percorrer todos os lugares onde havia sido padre, agora levando-lhes a verdadeira mensagem da salvação de Jesus a todo que crê.
…..Em 16 de dezembro de 1865, foi organizado o primeiro Presbitério da Igreja Presbiteriana do Brasil, jurisdicionando as Igrejas do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Brotas. José Manoel da Conceição apresentou-se a este Concílio, manifestando seu desejo de tornar-se Ministro Evangélico. Foi examinado pelo Presbitério, fez o sermão de prova, e foi aprovado. No dia seguinte, 17 de dezembro de 1865, foi ordenado pastor.
…..Foi assim que, José Manoel da Conceição, um ex-padre, o “padre protestante”, tornou-se o primeiro pastor presbiteriano brasileiro. E, por esta razão, o dia 17 de dezembro foi escolhido para ser o Dia do Pastor, na Igreja Presbiteriana do Brasil.

Anúncios